Abre Logo

A ABRE nasceu dentro de um contexto muito especial. Em 1999 a Associação Mundial de Psiquiatria (WPA) lançou um programa de combate ao estigma da esquizofrenia, o “Open The Doors”, que chegou a ser desenvolvido em 20 países. O Brasil entrou neste programa em 2001 apoiado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e pelo PROESQ (Programa de Esquizofrenia da UNIFESP). A iniciativa brasileira do Programa foi batizada de Projeto S.O.eSq.

Desde seu início o S.O.eSq. buscou envolver em todas as suas atividades profissionais, familiares e pessoas com esquizofrenia, gerando um novo campo de possibilidades para todos, através do protagonismo no combate ao estigma.

Ao final do ano de 2002, um grupo de familiares ligados ao S.O.eSq., a partir da constatação de que não existia uma associação brasileira que procurasse estruturar uma rede nacional voltada especificamente para esta doença, constituiu a ABRE. Em 2005, visando maior sinergia, o S.O.eSq fundiu-se à associação.

Desde sua criação a ABRE vem atuando principalmente para:

  • Difundir informação sobre a doença levando em  conta tanto o conhecimento científico como a perspectiva de das pessoas com esquizofrenia e seus familiares
  • Estimular a atuação em rede com outras organizações e instituições de saúde mental
  • Atuar junto aos meios de comunicação e na sociedade para eliminar o estigma da doença
  • Desenvolver conhecimentos e estratégias para melhorar a qualidade de vida das pessoas afetadas pela doença.